PORQUÊ QUE AINDA HÁ CRIANÇAS DE 1, 2 ou 3 ANOS A PINTAR DESENHOS?

 


Já nem me refiro aquelas que têm mais de 3 anos! 

O que é que aprende uma criança de um ano ao pintar o desenho, por exemplo, de uma folha de outono?

Uma criança que esteja no intervalo etário mencionado, tem consciência sobre aquilo que é o “pintar por dentro”?

E mesmo que não tenham de “pintar por dentro”, porquê que usamos o desenho como forma de expressão da criança? A expressão não deveria ser livre? Ainda mais em crianças destas idades?

Caberá numa folha A4 a expressão de uma criança pequena?

Porquê (e para quê) que afixamos 15 folhas exatamente iguais na sala? Se são todas iguais, não bastaria apenas uma?

Será que o facto de cada criança pintar o seu desenho, demonstra que tiveram uma participação ativa?

Quando propomos um desenho a uma criança pequena, pretendemos que a criança seja criativa ou que se limite a fazer algo instruído?

Como é que através da pintura de um desenho as crianças desenvolvem o traço e percebem o seu desenvolvimento?

A terem de pintar o desenho, porquê que o têm de fazer com as cores e formas que o adulto “propõe”?

  

Sim, hoje fico-me pelas perguntas.

 

Um Educador de Infância,

Fábio Gonçalves


Comentários

  1. Porque são ensinadas a aceitar o que os adultos lhes impõem sem questionar sequer o adulto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num simples texto, disse tudo sobre a aniquilação da criatividade de uma criança, a partir do momento que entram no sistema de educação em vigor.

      Eliminar
  2. Infelizmente é para os pais.. "apresentar trabalhos aos pais". Acabei agora o mestrado e nem sabem o quanto me custou estar em estágios com educadores/as que impunham atividades às crianças, apenas porque tinham feito essa planificação. E no fim ... Bem no fim todos os trabalhos eram iguais, as mesmas cores, as mesmas formas. Tanto nos meus estágios de creche como de JI. Tal como carimbar as mãos das crianças, para quê? Para o pai/mãe ter um porta chaves ?
    Claro que o tema da minha tese de mestrado foi a participação e, infelizmente, penso que vou continuar a batalhar neste tema durante muito mais tempo

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta aberta de uma criança a um Educador que faz a diferença

Um dia vamos mudar a Educação de Infância...