Brincar

 

Hoje comemora-se o dia internacional do brincar e dei por mim a refletir um pouco sobre aquilo que é, na minha perspetiva, o brincar na educação de infância, mesmo que sinta que é tudo.


Acredito numa educação de infância que valoriza o brincar e o assume como a vida da criança.

Um brincar livre e espontâneo.

Sem imposições e limitações.

Um brincar promotor da relação, do crescimento, da comunicação e do desenvolvimento… um brincar que estimule a criatividade, independentemente da idade.

Um brincar que não tem como objetivo principal que as crianças aprendam as letras ou os números.

Acredito num brincar com fim aberto. Aliás, se falamos verdadeiramente em brincar, nunca o poderemos fechar.

E quando observamos atentamente (e com intencionalidade) o brincar das crianças, percebemos o quanto aprendem... Talvez mais do que quando queremos que estejam a aprender.

Que as crianças continuem a ter tempo para brincar.

 Sempre.

Que tenhamos tempo para as observar e, claro, brincar com elas.

 

E que nunca nos perguntem: "porque é que estás a brincar?"

 

Um Educador de Infância!

Fábio Gonçalves

 

28 de maio de 2016

Comentários

Mensagens populares deste blogue

PORQUÊ QUE AINDA HÁ CRIANÇAS DE 1, 2 ou 3 ANOS A PINTAR DESENHOS?

Carta aberta de uma criança a um Educador que faz a diferença

Um dia vamos mudar a Educação de Infância...