Preciso que me dês tempo

 


Preciso que me dês tempo.

Mas não é um tempo para isto ou tempo para aquilo.

Não quero um tempo para as coisas e coisinhas que meticulosamente preparas para mim. Nem tão pouco tempo para fazer as mil e uma preciosidades que tanto queres que faça.

Quero apenas tempo para o mais importante que tenho na vida: brincar.

Sim, eu sei que brinco todos os dias...mas é apenas em alguns momentos da organização que fazes do meu dia.

Sim, em alguns momentos do dia tenho tempo para brincar. Até lá ando atarefada, num aprender camuflado de brincar.

Eu quero apenas brincar, porque o brincar é a minha forma de viver o mundo. Eu não brinco para aprender (por muito que aprenda), eu brinco porque vivo!

E quando brinco horas a fio num qualquer espaço da sala, como na casinha, peço-te que observes o que faço, antes de me sugerires uma retirada estratégica para outra área da sala, para que eu desenvolva outras competências porque "estou ali há muito tempo".

Não sei se já reparaste, mas hoje em dia faço a cama, ponho os talheres na mesa, dou comida ao bebé, além de que arrumo o leite no frigorífico e os copos no armário. Lembras-te que, ainda há pouco tempo, o bebé andava pendurado na minha mão? Que os copos eram guardados debaixo da cama? Que o ferro de engomar era arrumado atirado para dentro do frigorífico? Entretanto isso mudou e eu cresci. É por isso que eu te peço para, além de brincares comigo, me observares a brincar porque, se reparares bem, eu não estou sempre a fazer a mesma coisa, por muito que te pareça. Como vês, enquanto brinco estou a crescer.

Mas para que possa crescer, preciso de brincar... De tempo para brincar!

De uma criança que te faz feliz, que quer que a faças feliz!


Um Educador de Infância,

Fábio Gonçalves

Comentários

Mensagens populares deste blogue

PORQUÊ QUE AINDA HÁ CRIANÇAS DE 1, 2 ou 3 ANOS A PINTAR DESENHOS?

Carta aberta de uma criança a um Educador que faz a diferença

Um dia vamos mudar a Educação de Infância...